02 DE JULHO – DIA DO BOMBEIRO

dia-do-bombeiro

Homenagem ao constante devotamento e aos atos de heroísmo praticados por todos os que pertencem e tem pertencido a essa exemplar corporação, na qual a população confia.

As guarnições do Corpo de Bombeiros são várias em diferentes pontos da cidade,  estão sempre prontas a correr para onde se faça necessária a sua ação, quer para debelar incêndios, quer para salvar vidas,  humanas ou mesmo de animais, em quaisquer circunstâncias. O bombeiro é um grande amigo de todos nós.

Câmara aprova em 1º turno nova proposta para reduzir maioridade.

jovens-negros-e-pobres-as-principais-vitimas-da-reducao-da-maioridade-penal

Apenas 24 horas após o plenário rejeitar a redução da maioridade para crimes graves, a Câmara dos Deputados submeteu novamente o tema à votação e aprovou na madrugada desta quinta-feira (2) a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que reduz de 18 para 16 anos a idade penal para crimes hediondos, homicídio doloso e lesão corporal seguida de morte.

Para virar lei, o texto ainda precisa ser apreciado mais uma vez na Casa e, depois, ser votado em outros dois turnos no Senado.

A votação da madrugada desta quinta se deu com 323 votos favoráveis, 155 contrários e 2 abstenções. Eram necessários ao menos 308 votos a favor para a matéria seguir tramitando.

De acordo com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a votação em segundo turno deverá ocorrer após o recesso parlamentar de julho, já que é preciso cumprir prazo de cinco sessões antes da próxima votação.

Laudo comprova que grávida morreu em Catalão após contrair vírus H1N1.

03-08-2014-17-17-54

Essa é a 1ª confirmação de morte pela doença este ano no estado. Homem também morreu com sintomas do vírus; caso é analisado.

Um laudo confirmou a primeira morte por gripe A (H1N1) em Goiás neste ano, segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES). A vítima é uma mulher de 32 anos, grávida de 8 meses, que morreu no último dia 15, em Catalão. Após uma análise do caso, foi comprovado que ela foi vítima da doença.

Segundo a secretaria, a mulher que teve o diagnóstico positivo para a gripe A ficou internada em um hospital particular por 10 dias.

Quando ela deu entrada na unidade, os médicos chegaram a fazer uma cesariana de emergência, mas o recém-nascido não resistiu. O quadro dela se agravou e ela também acabou morrendo.

Ainda segundo a secretaria, a morte de outro homem de 43 anos, em Três Ranchos, ainda é analisada. Ele teve sintomas semelhantes quando trabalhava em um município vizinho e a suspeita é que também tenha sido vítima da gripe A.

O laudo com as causas da morte do homem deve ficar pronto dentro de 20 dias, segundo a secretaria.

Fonte G1

Prefeitura garante atendimento domiciliar a pacientes oncológicos e acamados

Programa de Atenção Domiciliar dispõe de equipe multidisciplinar com psicólogo, nutricionista, enfermeiro, técnico em enfermagem, assistente social e fisioterapeuta 

A Prefeitura de Catalão tem garantido atendimento domiciliar a pacientes com câncer e acamados. O benefício é oferecido pela Secretaria de Saúde por meio do Programa de Atenção Domiciliar (PAD). O atendimento é feito na residência do paciente por uma equipe multidisciplinar de profissionais composta por psicólogo, nutricionista, enfermeiro, técnico em enfermagem, assistente social e fisioterapeuta. A equipe realiza ações que envolvem confortar, medicar, prevenir e reabilitar.

De acordo com Mariana Honório Souza, coordenadora do PAD, o programa é fundamental para os acamados e seus familiares: “Prestamos assistência a pessoas acamadas, dependentes de um cuidador que as auxilie nas atividades de vida diária, portadoras de sequelas e co-morbidades de doenças crônicas. Assim, as famílias também são inseridas no programa e acompanhadas para que possam ser ajudadas a minimizar os sofrimentos e auxiliadas no cuidado do paciente”, expôs.

João Elias Filho, morador do bairro São José, 60 anos, diz que o Programa de Atendimento Domiciliar foi uma das melhores coisas que aconteceram para sua saúde. “Fico muito feliz com a visita. Considero a equipe como minha família. Se não fosse esse apoio estaria bem pior e sem assistência devido às minhas condições financeira”, relatou. Sobre o atendimento, João Elias afirmou que “sempre fui muito bem atendido. Tudo que precisei para o meu tratamento, a Prefeitura me ajudou e disponibilizou sem burocracia alguma. Hoje o acompanhamento que tenho é de primeira qualidade quanto para a minha alimentação e minha autoestima”.

A Secretaria Municipal de Saúde também faz acompanhamentos aos pacientes portadores de câncer. O paciente deve procurar a Secretaria de Saúde para agendar consulta. Constatada a necessidade de assistência especializada e de maior complexidade, o paciente será encaminhado para o Hospital Araújo Jorge, em Goiânia, para fazer exames específicos e, posteriormente, prosseguir com o tratamento.

Para se cadastrar no Programa de Atendimento Domiciliar, é necessário procurar a Unidade de Saúde João Moreira de Castro, situada à Avenida São João, n° 277, Bairro São João, ou pelo fone 3441-1840. É preciso levar a documentação para cadastro: RG, CPF, cartão do SUS, comprovante de endereço (residir em Catalão), laudo médico se for diagnóstico de câncer para  e assinatura do Termo de Consentimento do paciente e de pelo menos de um acompanhante da família ou cuidador.  

Primeiro dia de paralisação é marcado por marcha no centro da cidade.

_DSC1223

                        Foto – Thiago Ferreira (Blog Diante do Fato) 

 Por Juliana Barbosa – Assessoria de Imprensa SIMECAT 

Nesta quarta (01), cerca de 90% dos trabalhadores da Mitsubishi participaram do ato contra as 403 demissões anunciadas. Eles paralisaram as atividades, participaram de assembleia e, em seguida, caminharam cerca de 8 km até o Centro, passando pela BR 050 e por duas das principais avenidas da cidade. Até o momento, 160 metalúrgicos foram demitidos e 29 aderiram ao programa de demissão voluntária (PDV). A justificativa da montadora é de que a medida é para adequação de mercado.

Além da preocupação com novas demissões, o Sindicato dos Metalúrgicos de Catalão (SIMECAT) contesta o desligamento de algumas pessoas portadoras de deficiência (PPD), cipeiro e também de um casal. “Além de enfrentar a demissão em massa, estamos encontrando diversos casos irregulares, isso demonstra que os desligamentos foram feitos sem critério. Não podemos aceitar essa situação”, afirma o presidente do SIMECAT, Carlos Albino.

_DSC1232

                 Foto – Thiago Ferreira (Blog Diante do Fato)

Na parte da manhã, assim que a paralisação teve início, a montadora chamou o SIMECAT para uma conversa onde foi apresentada uma proposta para tentar conter o movimento. Porém, a proposta foi colocada em votação, mas rejeitada por unanimidade, pois não atendia as reivindicações dos ativos e demitidos.

Já na parte da tarde, em uma reunião que durou mais de quatro horas, o Sindicato e a Mitsubishi negociaram novamente, só que desta vez, com participação do poder público. Atendendo a uma solicitação do SIMECAT, o Procurador do Ministério Público do Trabalho Regional Goiânia, Januário Justino Ferreira, e o Juiz do Trabalho de Catalão, Armando Benedito Bianki, fizeram a mediação da negociação.  Uma nova proposta foi feita e será levada para apreciação dos trabalhadores na manhã desta quinta-feira (02), às 7 horas.

_DSC1230

                Foto-  Thiago Ferreira (Blog Diante do Fato)

_DSC0025

                        Foto-  Thiago Ferreira (Blog Diante do Fato)

_DSC0021

                             Foto-  Thiago Ferreira (Blog Diante do Fato)